05 novembro 2012

O DECÁLGO DE JOÃO XXIII


Hoje procurarei viver o presente, sem querer resolver o problema da minha vida inteiramente de uma só vez.
Hoje terei o máximo cuidado pelo meu aspecto: vestirei com seriedade, não levantarei a voz, serei gentil.
Hoje serei feliz na certeza de que fui criado para ser feliz não só neste mundo mas também no outro.
Hoje adaptar-me-ei às circunstâncias, sem pretender que as circunstâncias se adaptem aos meus desejos.
Hoje dedicarei dez minutos do meu tempo à boa leitura, lembrando que ela é o alimento necessário para a alma.
Hoje realizarei uma boa acção e não direi nada a ninguém.
Hoje farei algo que não gosto de fazer, e se me sentir ofendido nos meus sentimentos, farei de modo que 
ninguém perceba.
Hoje organizarei um programa: talvez não o siga exactamente, mas organizá-lo-ei. E evitarei dois defeitos
a pressa e a indecisão.
Hoje acreditarei firmemente que a boa providência de Deus se ocupa de mim como ninguém no mundo.
Hoje não temerei. Não terei medo de desfrutar do que é bonito e de acreditar na bondade.

Conclusão: um propósito:
«Quero ser bom, hoje
sempre, com todos»

Josélia Micael