16 outubro 2014

SANTA MARGARIDA Mª ALACOQUE

Hoje, nada se procura tanto, nada se deseja tanto, como a paz. A paz para o mundo, a paz para as nossas famílias, a paz para cada um de nós. Mas há várias espécies de paz: a paz dos ciprestes  do cemitério, a paz dos cilêncios, a paz envolta no canto das aves. Nenhuma delas se compara com a paz de que goza no seu interior aquele que sabe que, na sua vida, está a cumprir a vontade de Deus. Então, sim, a vida toma sentido, fica fundamentada, segura, na paz. Quando está tudo no seu lugar, cumprindo a sua função, goza-se de paz. Se tudo em mim está ordenado segundo a vontade do Senhor, gozo de uma profunda e verdadeira paz interior.


"A Igreja é robustecida pela força do Senhor ressuscitado, de modo a vencer, pela paciência e pela caridade, as suas aflições e dificuldades tanto internas como externas, e a revelar, velada mas fielmente. o seu mistério, até que por fim se manifeste em plena luz" (LG. 8).

LV. OS CINCO MINUTOS DE DEUS
Abraços Fraternos, Irmãos em Cristo*
Paz e Bem*

Josélia Micael

Sem comentários: