24 julho 2014

A LIÇÃO DAS ÁGUAS

Estive a observar, outro dia, o percurso de um riacho. Dei-me ao trabalho de ficar horas e horas a olhar as águas mansas, que deslizavam correnteza abaixo. Surgiam obstáculos pelo caminho? O riacho contornava-os simplesmente, à sua maneira. Os riachos são inventivos, donos de uma grande criatividade.
Nem pedras, nem árvores, nem caniços, nem barrancos detinham as águas que seguiam em frente, tranquilas, imperturbáveis, a cantarolar no seu percurso. Ficar preso a mágoas, dificuladades e ressentimentos, requentar angústias e pesadelos, ruminando indefinidamente o que já passou... é uma prova de maturidade, é pura perda de tempo.

De pedra em pedra a 
saltar...,
o rio corre para o mar.
Porquê parar ingenuamente,
se a seta verde da esperança
nos impele a rir em frente?

Da Agenda da Esperança
Roque Schneider

Meu Abraço Fraterno Irmãos em Cristo.*

DE COLORES

Josélia Micael

Sem comentários: