13 novembro 2013

PEREGRINO DA ESPERANÇA


O destino de Abraão era incerto.
Indefinidos os seus horizontes.
Mas Deus fizera-lhe uma grande promessa,
chamando-o para ser o condutor de um povo.
E o patriarca partiu, levando nos olhos o brilho
da fé. No seu coração, morava a esperança.
E o incerto transformou-se em certeza. 
O sonho converteu-se em realidade.
Perdido no desconhecido e na distância,
Abraão, andarilho da fé, saiu em busca
dum novo endereço, entrando na história
como símbolo imortal da esperança, como
alguém que acreditou radicalmente no
chamamento de Deus.*

Fé e esperança.
Duas forças que nos sustentam.
Duas promessas a guiar
os nossos passos, mesmo
quando a noite cai,
quando o deserto castiga
e as seguranças se perdem
na incerteza.

Meu Fraterno Abraço
a todos Irmãos em Cristo*

DE COLORES
 Josélia Micael

Sem comentários: