17 setembro 2013

SONHOS LOUCOS

As estrelas guiam eternamente lá no alto, 
e as escarpas rochosas permanecem
inamovíveis à beira - mar;
o Inverno é frio e o estio ardente.
As coisas são como são, e tu és como és:
gostarias de ser alegre, mas não és.
Gostarias de brilhar, mas não podes.
Gostarias de ter a inteligência deste,
a formosura daquele, o encanto daqueloutro!
Sonhos loucos! Os sonhos ,
deita-os ao lixo; as chamas apaga-as,
e toma serena e sabiamente nas tuas mãos
a fria realidade: tu és como és.
E, de qualquer forma, apesar
das tuas reticências, és uma maravilha.
Não te envergonhes de nada nem te entristeças.
Chegou a hora de te tornares amigo de ti mesmo.
Não és uma estátua de argila,
és aurora e sino, uma arquitectura que,
para ser catedral, só precisa da tua
benevolência e carinho.

Ignacio Larrañaga

Paz e bem irmãos em Cristo*

Josélia Micael