04 julho 2012

NOITE DA VELADA EM FÁTIMA



NOSSA SENHORA DE FÁTIMA
Nesta Noite nasceram mais Estrelas
E dos homens brotou a alegre canção,
Nesta noite as almas abriram as janelas
Para entrar a Luz da oração...

Nesta Noite a chuva cai basta e miudinha
Sobre a Terra Santa da Cova da Iria,
E na face do velho e no rosto da criancinha
Surgem Milagres de um novo dia!

Nesta Noite a chuva cai insistente e teimosa
Sobre a Terra onde os homens falam com Deus,
E em cada vela surge uma rosa
Em nossas mãos erguidas para os Céus!

Nesta Noite a chuva cai em risos de alegria
E sobre a terra os Teus filhos de joelhos,
Pobres e ricos, novos e velhos,
Gritam mais alto...Avé Maria!

Sentimos segredos que passam em cada face,
Sentimos o homem de dantes feito novo,
E outro entender surge e renasce
E abraça o coração do próprio povo...

Ah, Bendita seja esta chuva da mesma comunhão
De filhos tantos desta Santa Mãe!
Ah, Bendita seja esta comum Oração,
Que nos torna Irmãos no Amor na Paz e no Bem!


«Ó cheia de graça,
Pela fecundidade do Teu ventre,
todos os povos da terra são abençoados.
Ó Casa de Oiro ó ´Palácio Real,
Quantas riquezas escondes em ´Ti!»

Guigues ll (1193)

Josélia Micael